Páginas

quinta-feira, 31 de maio de 2012

A mente do Homem e sua Esposa.


                  Quando a pornografia está na mente, um marido pode facilmente transformar sua esposa em uma fonte para consumar suas fantasias. O problema é que as esposas são reais e não fantasias. Os maridos que amam suas esposas somente por causa do sexo se tornam manipuladores e predadores, e elas, vítimas de suas presas. O marido vê nela somente o valor físico, e então o casamento se desintegra.
                         O profeta Oséias tinha uma esposa envolvida na prostituição. Ela amava por contrato, por causa dos presentes que seus amantes lhe davam. Sua imoralidade não foi somente sexual. Ela também vendeu sua emoção e sua alma por ambição. É imoral amar somente por causa dos presentes. O amor a Deus por causa das Suas bênçãos é uma forma de prostituição espiritual. Deus deve ser amado porque Ele é Deus! Do mesmo modo, uma esposa deve ser amada porque ela é a sua esposa. Obrigar uma esposa a “amar por contrato”, usando as coisas que você lhe compra como suborno, na verdade você a faz sentir como uma prostituta, e qualquer coisa que você lhe dê se transforma em pagamento. A Bíblia diz: “Digno de honra entre todos seja o matrimônio, bem como o leito sem mácula, porque Deus julgará os impuros e adúlteros.” 
(Hebreus 13.4) Os homens usam a expressão: “e (seja) o leito sem mácula” como permissão para fazerem o que eles desejam no casamento, e o chamam “sem mácula”. Mas a coisa não funciona dessa maneira! Quando um homem mancha seu leito nupcial, ele é corrompido. Meditar ou hospedar em sua mente imagens de outras mulheres e levá-las ao leito nupcial é adultério no pensamento. Uma razão pela qual a pornografia prolifera é que oferece intimidade, quando na realidade seus resultados são distanciamento e menos satisfação, freqüentemente a ponto de chegar à impotência. Jesus disse:“Eu, porém, vos digo: qualquer que olhar para uma mulher com intenção impura, no coração, já adulterou com ela.” (Mateus 5.28)
                Quando uma esposa se transforma em um mero corpo enquanto a mente do marido divaga para qualquer outro lado durante a relação sexual, ele simplesmente se prende a uma “masturbação vaginal”. Tudo gira em torno dele e não dela. O resultado é uma satisfação que vai diminuindo. Nada do que ela faça pode resolver isso. O pensamento vai junto com o leito. Qualquer homem, como o juiz que secretamente olhava pornografia, pode ser corrompido por suas próprias lascívias, o qual semeia sementes de pecado e quando o pecado é concebido dá a luz à morte (Tiago 1.15). Existe mais de um tipo de morte. A morte financeira é a falência. A morte do casamento é o divórcio. A “mulher estranha” do capítulo sete do livro de Provérbios de que fala Salomão é qualquer coisa que atormenta com falsas promessas ao homem para seduzi-lo. A Bíblia descreve a cena de um homem que é induzido ao adultério.
“E ele num instante a segue, como o boi que vai ao matadouro; até que a flecha lhe atravesse o coração; como a ave que se apressa para o laço, sem saber que isto lhe custará a vida. Agora, pois, filho, dá-me ouvidos e sê atento às palavras da minha boca”.
(Provérbios 7.22,23)


A Palavra claramente diz ao homem que evite a mulher adúltera (a mulher estranha), para não errar em seu caminho nem permitir que seu coração a deseje, porque ir à cama com ela é o caminho das câmaras da morte (Provérbios 7.25-27).
De acordo com os noticiários, ambos, homens e mulheres que muitas vezes viajam a negócios, a intercâmbios, convenções ou a outros lugares turísticos, vão com a intenção de ter aventuras nas relações amorosas extraconjugais. O que eles nunca noticiam são os corações quebrados, traumas e sofrimentos que as pessoas e seus familiares experimentam depois. Um pouco adiante, veremos um antídoto contra o adultério, mas é suficiente dizer que se não pensa primeiro não o fará depois. “Lembrem-se disto: – os maus desejos que vêm às suas vidas, não são nada novos nem diferentes. Muitos outros têm encarado exatamente os mesmos problemas que vocês, e nenhuma tentação é irresistível. Confiem em Deus que pode evitar que a tentação seja tão forte que não a possam suportar, porque Ele prometeu e fará exatamente o que disse. Ele mostrará a vocês como escapar do poder da tentação para que não percam a esperança e a resistam pacientemente (1 Coríntios 10.13). Você não pode fugir da tentação, mas fugir para Deus. Esvaziar-se de alguma coisa simplesmente deixa um vazio que permite que ele volte. Preencher o espaço vazio é a única solução para uma mudança duradoura. Encher nossas mentes da Palavra de Deus, encher nossos pensamentos com oração e encher nosso tempo com ânimo e apreciação à nossas esposas – são soluções contra os aguilhões da nossa cultura e de tudo aquilo que está ao nosso redor.
 Não importa qual seja a tentação, o poder de Deus que cumpre a sua Aliança é suficiente para qualquer necessidade.
“e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará”
(João 8.32). 
Para alcançar suas metas como homem e marido, você precisa evitar os erros óbvios. Satanás veio para roubar, matar e destruir (João 10.10). Mas ele mesmo nunca se mostra como “mensageiro do mal”, como nos filmes. Ele sempre aparece como um “anjo de luz”, produzindo tentações que parecem normais e desejáveis. Inclusive as óbvias decisões erradas podem parecer lógicas, razoáveis e algumas vezes proveitosas. Satanás faz com que a pornografia e o adultério pareçam inofensivos e primordiais, de maneira que se “todos fazem”, então não deve ter nada de errado nisso. 

" Na realidade, esse engano é enviado para destruir os homens, casamentos e filhos e conseqüentemente, a família". 

Como lutar pelo seu casamento


Há uma considerável lista de fatores que contribuem para os problemas conjugais, que vão desde dificuldades financeiras até a incompatibilidade de gênios. Entretanto, o que será considerado aqui é a formação de apego afetivo.
Desde bem pequenos os seres humanos têm a necessidade de cuidados por parte de outrem. Durante o período de formação da personalidade existem algumas circunstâncias fundamentais a serem desenvolvidas. O vínculo afetivo é um elemento primordial nesta categoria. Ele é básico. Do latim, vinculum: atadura, laço, aquilo que une.
Estudos conceituam o vínculo afetivo como sendo fundamental para as relações humanas. Alguns psicólogos acreditam que deve ocorrer algum relacionamento logo no início da vida da criança se quiser que ela forme, mais tarde, vínculos significativos.
O que tem se tornado presente durante a estruturação da personalidade infantil são os contatos superficiais, cuja preocupação localiza-se em prover a criança com alimentos, moradia e escola. Todavia, são insuficientes. E, ainda, muitas mudanças geográficas e/ou trocas constantes de cuidadores dificultam a formação do vínculo.
Posteriormente, na vida adulta, muitos obstáculos nas relações humanas relacionam-se a esta precariedade de vínculo. As pessoas não conseguem perceber este tipo de deficiência em seus relacionamentos. Focalizam os problemas em outras questões, ou ainda, preferem nem tocar no assunto. Há casos em que ignoram a possibilidade de lançar mão de uma psicoterapia.
Entretanto, perde-se a chance de resolver na causa os efeitos de uma convivência difícil.
Nestes casos, especificamente, onde houve uma deficiência na formação de vínculo na infância e as decorrências comprometem os relacionamentos subseqüentes, daremos o nome de Síndrome do Comportamento de Hospedagem ou SCH.
No relacionamento de um casal onde há a presença da SCH, quando entra na rotina da convivência, faz surgir um novo tipo de comportamento. A pessoa age, inconscientemente, de forma semelhante a um hóspede dentro de sua casa. Realiza as suas atividades comuns. No entanto, a sua forma de ser apresenta frieza, ocasionada pelo distanciamento.

Aos poucos, vai agindo como se estivesse hospedada na casa, cumprindo com alguns papéis pertinentes, todavia, trata as questões, antes parcimoniosas, de forma independente.

Deixa as responsabilidades, sobretudo as domésticas, para o outro cuidar. Onde havia uma atmosfera de cordialidade e doçura, passa a existir um espectro de isolamento e pesar. O outro vai percebendo esta diferença e acaba por se sentir, pouco a pouco, só. A sensação deste isolamento origina-se na forma pela qual a ausência do vínculo se manifesta nesta relação.
As discussões passam a existir com uma freqüência crescente. Os conflitos podem surgir e avoluma-se no processo bola-de-neve. A pouca consciência a respeito da SCH provoca a discórdia entre o casal, atingindo quem estiver por perto nesta convivência, via de regra, os filhos. Lembranças e cobranças de como a vida conjugal era boa anteriormente são lançadas no calor das discussões. Isto faz aquecer ainda mais o desentendimento. Esta é uma situação estressante para o casal, podendo levar os seus envolvidos à depressão e outros males, além da separação.
Este comportamento reflete o quanto o seu portador, inconscientemente, procura manter distância afetiva do outro para que não haja envolvimento.
Por se tratar de uma síndrome enraizada na formação vincular faz-se necessária uma avaliação psicológica. Além de indicar tratamento através de profissional especializado nas relações familiares, objetivando as mudanças terapêuticas necessárias.
Não raro, crê-se que a síndrome nasceu dentro do relacionamento. Todavia, ela foi desencadeada, apenas, durante o convívio. A pessoa não enxerga o problema já antigo. É possível comparar relações anteriores a atual e sentir que há algo semelhante nelas.

Contudo, é insuficiente para aceitar a síndrome e o seu tratamento. O jogo de culpa é apenas um instrumento para se defender, na tentativa de diminuir as péssimas sensações diárias. De nada adianta. Só aproxima o casal da separação. Separar, por sua vez, traz de volta o estado de isolamento requerido pela síndrome.
Buscar ajuda especializada é o remédio para este mal. Crer numa solução de poucos recursos como o esperar o tempo como agente de mudanças é dar oportunidade para que se instale a piora da SCH. Uma boa avaliação psicológica pode dar novos rumos às vidas das pessoas que pretendem o convívio.
Dialogar, e, entenda-se bem, conversar com o coração aberto, oferece uma primeira abertura para se compreender a vida do casal. Dar o primeiro passo pode modificar aquilo que já era considerado algo inevitável, como a separação. Há uma necessidade de crescimento por parte das pessoas envolvidas. O grau de maturidade determinará o quanto se quer conviver bem. Ambas as partes devem estar dispostas e comprometidas em participar deste processo, apoiando-se.
Cuidar da questão, alterando o comportamento de hospedagem para o de comprometimento afetivo em conjunto permite existir a unidade fundamental das relações conjugais: a dependência equilibrada e necessária do vínculo. Vale a pena lutar com vontade, ajuda e conhecimento.

O que acaba com a libido do casal? Descubra.



Desarmonias sexuais são comuns na vida de qualquer casal, mas podem incomodar ou até mesmo colocar a união em risco. Antes que isso aconteça, acompanhe o que influencia na libido de ambos e as dicas para viver como dois pombinhos.

Rotina ou stress
Poucos fatores são tão prejudiciais para a vida a dois. As tarefas e as perturbações cotidianas são tantas que não há espaço para surpresas.
Como driblar o problema: é preciso dar um chega pra lá na mesmice e buscar, dentro de si, alegria de viver. Se conseguirem retomar essa juventude interior, tanto o homem quanto a mulher serão mais criativos. No caso do stress, a irritabilidade e a variação de humor são eliminadas com algumas mudanças no estilo de vida. "Vejam se não é possível diminuir a sobrecarga de trabalho auxiliando-se mutuamente ou estabelecendo uma lista de prioridades", sugere Yara Azevedo, psiquiatra e psicoterapeuta.

Vontade de fazer  coisas inusitadas
"Sim, os sonhos eróticos existem - para homens e mulheres -, mas o universo masculino tem mais facilidade para perceber e assumir o que o excita", comenta Ana Canosa, sexóloga e terapeuta de casais.
Como driblar o problema: a primeira coisa a fazer é não negar a existência da fantasia. "Para apimentar a relação, assistam a filmes eróticos e românticos e identifiquem o que chama a atenção: a prática sexual, o sentido da cena, a maneira como fazem sexo, o enredo... Vejam o que os motiva e dividam essa informação conversando abertamente sobre a transa",

Diferença de idade
No começo da relação a maturidade dele ou dela não parece tão discrepante. Mas, com o passar do tempo, ela fica muito evidente, porque as diferenças se acentuam. O quadro se agrava quando o projeto de vida comum não acontece em detrimento dos planos individuais - morar fora, deslanchar na carreira...
Como driblar o problema: "Muitos casais, embora tenham diferença de idade, aprenderam a se conhecer, entendendo o que é importante sexualmente para si e para o outro. Isso é cumplicidade. uma relação forte e ampla rompe as barreiras do tempo, permitindo que a sexualidade seja um caminho além da paixão",

Baixa autoestima
"A sociedade obriga as pessoas a serem bem-sucedidas em suas conquistas amorosas e profissionais. Tal exigência afeta quem não se encaixa no padrão, é tímido ou tem dificuldade para se encontrar", explica Ana.
Como driblar o problema: é preciso descobrir o que motiva o seu querer e liberar aquilo que freia emocionalmente você ou o seu parceiro. É essencial entender que vários aspectos da vida são importantes, e não somente beleza, aquisição financeira e sucesso na carreira. "Valorize no outro as suas condutas, como ser um bom amigo e uma pessoa de caráter. Assim, quando se deparar com o desequilíbrio do desejo sexual, você ou ele não contaminarão a visão que têm de si mesmos".

Como identificar se o relacionamento caiu na rotina.







Se os momentos prazerosos com o amado não fazem parte do seu dia a dia, está na hora de repensar a rotina! Responda ao teste e avalie se você e ele precisam tornar as carícias e os planos a dois mais intensos. Quando foi a última vez que vocês...

... andaram de mãos dadas?
Gestos de atenção e demonstrações de carinho com toque - mãos dadas, beijo na boca, massagem - devem fazer parte do dia a dia do casal. Dar presentes de vez em quando também. Se as carícias não são frequentes, o homem e a mulher, aos poucos, vão se afastando e, quanto mais o tempo passa, maior é a dificuldade de o casal se reaproximar física e emocionalmente.

... saíram para jantar?
O casal deve sempre fazer dois tipos de investimento: nos interesses próprios e nos conjugais. É necessário que os dois façam programas juntos, saiam com amigos, viajem nos fins de semana, enfim, tenham momentos a dois. A ideia é fugir da rotina de trabalho e de obrigações domésticas, que atrapalham o relacionamento e escondem o lado divertido e descontraído do parceiro.

... tiveram uma disputa amigável?
É mais preocupante um casal que não briga ou nunca compete do que parceiros que fazem isso constantemente. É preciso saber lidar com as diferenças e negociar acordos. Os confrontos amigáveis são excelentes oportunidades para o homem e a mulher aprenderem a lidar com essas diversidades e até com a disputa pelo poder, presente em todo relacionamento. Dessa forma, cada um revela seus pontos fortes e fracos e passa a dividir o poder, assumindo o comando nas áreas em que se mostra mais competente.

... realmente riram na cama?
Na cama, ou fora dela, é muito importante o casal ter a capacidade ou o hábito de se divertir junto. As mulheres, sobretudo, gostam de homens que as façam rir. O que ajuda o casal a se dar bem, além das afinidades e das habilidades de enfrentar situações adversas, é o bom humor, o companheirismo e o diálogo saudável. O alto-astral incrementa a intimidade. Não é um ingrediente necessário em toda relação, nem precisa ser muito frequente, mas, de vez em quando, é ele quem tempera o sexo.

... tiveram uma relação sexual? 
Quando as obrigações do cotidiano se tornam mais importantes que o sexo, a vida entre os lençóis é prejudicada, não tem jeito. Principalmente quando os filhos são pequenos, o sexo entra na categoria das obrigações e vira um dever a ser cumprido. Pode acontecer também de o casal não ter uma boa sintonia sexual e o prazer acaba sendo insatisfatório. Repetidas experiências negativas e frustrantes acabam fazendo a pessoa evitar o “rala e rola”, o que provoca um distanciamento. Uma conversa franca e cuidadosa pode ajudar o casal a redescobrir
o prazer tão importante para o relacionamento.

... fizeram planos financeiros juntos?
Falar de dinheiro é necessário, pois além das metas conjugais existem as individuais. No entanto, não se deve conversar de finanças o tempo todo - nem deixar de comentar. Que tal combinar um horário para tocar no assunto e outro para encerrá-lo? Abordem os pontos mais importantes e terminem a conversa no prazo estipulado, ainda que não tenham chegado a uma conclusão. O papo pode ser retomado em outro momento.

... disseram "Eu amo você porque..."
A menos que o seu marido ou namorado possua poderes telepáticos, ele não tem como saber se você não disser que o ama! O que retemos do outro é o que os nossos sentidos (visão, audição, olfato, tato, paladar) percebem. É importante que tudo seja dito: elogios, encorajamento, desejos, declarações de amor... A comunicação deve ser clara e com as palavras certas. Quando expomos os sentimentos de maneira correta, aumentamos as chances de a mensagem chegar ao parceiro o mais próximo possível da intenção real.




QUE VOCÊS ENXERGAR JUNTOS OS PONTOS A SEREM MUDADOS, E PARTIREM PARA DENTRO, CORRER ATRÁS DO PREJUÍZO!

quarta-feira, 30 de maio de 2012

TPM, Como Lidar!



A TPM (Tensão Pré Menstrual) abrange vários sintomas físicos e psicológicos que podem se manifestar ao longo do ciclo menstrual. É comum mulheres que sofrem de TPM se tornarem agressivas, briguentas, zangadas e irritadiças (Pv 21.19). De acordo com estudos médicos, apenas 10% da população feminina que menstrua não sofrem de nenhum sintoma de TPM, os outros 90% lidam com sintomas que diferem em grau de intensidade.
Seria mesmo preferível viver sozinho, com fome e sede no meio de um deserto a viver com uma mulher que apresenta essas características? Alguns maridos acreditam que sim (Pv 12.4; 19.13; 21.9; 25.24). Se você sofre de sintomas intensos de TPM, entenda que se trata de um problema físico que deve ser tratado por um médico. a TPM severa pode causar problemas extremamente sérios como abuso dos filhos, conflitos conjugais, divórcio, depressão e suicídio.
Sem contar que isso trás se´rios problemas para dentro do casamento também, porque uma mulher nesse problema, tende ou a ficar emotiva demais ou agressiva, e nem muitos esposos compreende esse processo, é nessa hora que entra as desavenças, pois não conseguem juntos chegar há um denominador comum.
 Recomendo que você considere as seguintes dicas:
- Siga uma alimentação saudável. Uma dieta balanceada, pobre em sal e rica em nutrientes naturais, oferece ao corpo os elementos certos para reduzir os sintomas, a retenção de líquidos, a fadiga e as cólicas. Mas nada de extremos: permita-se um mimo e compre 2 ou 3 bombons.
- Faça exercícios! Atividades aeróbicas aliviam o estresse e aumentam os níveis de endorfinas e outros hormônios com propriedades relaxantes. O efeito é melhor quando os exercícios são realizados regularmente, e não apenas quando aquele espírito homicida ameaça tomar conta do seu corpo.
- Largue esta praga chamada cigarro. Além de aumentar seu risco para uma infinidade de desgraças, o cigarro também acentua os sintomas da TPM.
- Converse com seu médico a respeito de suplementos naturais. O cálcio é capaz de reduzir os gases, a depressão e as dores em algumas mulheres. O magnésio é útil nos casos de TPM associada à enxaqueca, mas não deve ser utilizado por pessoas com problemas renais. A associação de magnésio com piridoxina (vitamina B6) pode ser empregada para reduzir a ansiedade associada a TPM. O Vitex (Vitex agnus castus) é um fitoterápico muito popular que reduz as dores nas mamas, as alterações de humor e a constipação intestinal na TPM.
- Mantenha um bom padrão de sono, diminuindo a quantidade de café e açúcar à noite. E nada de bebidas alcoólicas durante o período.
- Se você estiver no pequeno grupo de mulheres que se tornam inválidas durante a TPM, verifique com seu médico a possibilidade de utilizar medicamentos mais específicos para o problema. Eles existem e incluem antidepressivos, diuréticos e antiinflamatórios não-hormonais.
Procure um médico que possa ajudar você a cuidar de seu corpo, o templo do Senhor (2 Co 6.16)


segunda-feira, 28 de maio de 2012

O que é realmente submissão?



 O CONCEITO DE SUBMISSÃO SEGUNDO A BÍBLIA
                                          (1 Pe 3. 1 – 7)
As feministas consideram a “submissão” da mulher ao marido, algo inconcebível, porém é preciso compreender esta regulamentação divina, na ótica divina e não humana.
O que a Palavra de Deus nos ensina, está no significado da palavra submissão.
1. DEFINIÇÃO.
Compreendendo este princípio, partindo do significado literal da palavra “submissão”.
SUB - quer dizer “debaixo - de”. MISSÃO - “profissão ou vocação.”

A submissão ao esposo nos trás benefícios diante do Senhor. As palavras que falaríamos e não os ganhamos as nossas atitudes ganham.
Quando o Senhor nos chama para a Sua presença, é para que nós não viéssemos servir somente a Ele, mas aprender a como servir aos outros também, o mundo tem uma concepção diferente do que a palavra diz, pois vemos muitos lares onde quem é a cabeça do lar é a esposa, ela quem sempre recebe o pagamento do marido e dita todas as regras.
           
Quando somos submissas ao nosso esposo como diz a palavra, seja ele convertido ou não, ganhamos confiança de Deus. Ser submissa segundo a palavra de Deus, é ter bom comportamento, e o que é bom comportamento? É saber a hora certa de agir.

I.                   EXEMPLOS

ü  Evite gritar com seu esposo.
ü  Ouvir sempre.
ü  Se auto-analisar.
ü  Vencer o orgulho.


Por sermos, mas sensíveis e emotivas, devemos escolher a melhor maneira para resolver as situações. Submissão não é você se tornar escrava de outra pessoa, muitas tem a idéia de que assim meu esposo vai poder tudo, e alguns homens a idéia de que ela tem que fazer tudo o que eu mando. Errado, é simplesmente obedecer com inteligência.
Se ele disse NÃO agora, você vai debater?
Não, você vai parar, pensar e analisar a situação e assim sim, agir com sabedoria, conversando sobre o assunto num melhor momento.
Um belo exemplo de submissão, nós encontramos no livro de Ester, onde é traçado um paralelo de quem foi Ester e de quem foi Vasti.


          ESTER                                                         VASTI

·         Obediente                                         * Desobediente   
·         Grata                                                  * Egoísta
·         Humilde                                           * Auto-regrada
·         Corajosa                                           * Avarenta e covarde
                            
          
  Jezabel foi uma rainha que não aceitava conselhos, gostava de se mostrar sempre superior ao marido. O mundo ai fora quer fazer isso nas mulheres de hoje em dia, por estarmos ganhando espaço, muitas acham que podem ser superior aos homens, mas essas atitudes geram conseqüências para a nossa própria vida.
            O fim de Jezabel foi trágico, perdeu seu marido, filhos e ainda foi atirada pela janela de seus próprios criados. O Senhor que trazer muitos através da tua obediência. Muitas têm esposo que não são cristãos e ai está à importância de se portar como Ester.
Para tudo há um tempo debaixo do sol diz a palavra do Senhor lá em Eclesiastes 3:1, só que muitas querem ficar 24 horas na igreja, no monte, em campanhas pelas igrejas esquecendo-se de edificar o seu lar, achando que fazendo isso o Senhor vai fazer a obra.
Esposo que bebem, tem uma vida promíscua, adulteram. Qual a tua posição?
·         Abrir mão do seu casamento? É isso que satanás quer
·         Desanimar na caminhada? É isso que satanás quer
·         Ser como Jezabel, esposa de Ló e a esposa de Jó? Agir como uma louca sem nenhuma sabedoria? Não.

A sua vitória esta na oração, é partir pra dentro do inferno por amor ao seu esposo, é jejuar por amor a ele, porque Ester era rainha mãos sabia ser submissão ao seu esposo. Sabia que não podia entrar na presença dele sem ser chamada, então ela arrumou uma estratégica e foi o “ jejum”.
Grande é o poder de um jejum feito por uma mulher submissa, porque quando mostramos submissão ao nosso esposo, mostramos submissão ao nosso Deus também.
          “Submissão” é saber agir com  jeitinho.

Uma mulher que vive na verdadeira submissão é capaz de mudar toda uma história. O Senhor nos criou com um propósito e muitas são as mulheres que fizeram suas histórias na Bíblia.
                  PARA A SUA MEDITAÇÃO:
                       Mulheres que fizeram histórias na bíblia.


ü Débora – Juízes 4.4-24  (Uma mulher corajosa)
ü Joquebede – Êxodo 2.1-10 (Uma mulher que confiou no Senhor)
ü Raabe – Juízes 2.12-14 (Uma mulher heroína)
ü Abigail – 1 Samuel 25.3-42 (Uma mulher inteligente)
ü Hulda – 2 Reis 22.14-20 (Uma mulher profeta de Deus)
ü Ester – 4.15-16 (Uma mulher submissa)


Que nós também venhamos marcar o nosso tempo e a nossa história.


                            Obreira Hellen de Brito
                       Contato: 8027-0344
                        Facebook: marly.hellen@bol.com.br

Será um grande prazer ministrar a palavra de Deus em sua igreja!

                           

Já a venda o convite do nosso Jantar



             Meus amados amigos, nosso convite para o Jantar de Casais do Blog já se encontra a venda, será uma noite maravilhosa que teremos na presença de Deus, vamos ter dinâmicas para os casais, coquetel, baile dançante, mesa de oração pelos casais, sorteio de brindes, a presença do nosso amigo cantor Waguinho e o mais importante, uma maravilhosa palestra par edificar o nosso casamento.
                         
Tema:  " 10 áreas críticas do Casamento

Vendas pelo número: 8027-0344 
(Podem mandar mensagem também que eu retorno) não venderemos convites no dia do Jantar, somente até o dia 21/07



domingo, 27 de maio de 2012

Promoção Dia dos Namorados é no Blog..



Dia dos Namorados está chegando, é nós do Blog queremos te presentear com um lindo kit de Amor, lembrando que só é válido para quem é casado. No dia 12 de Junho será o nosso sorteio.
para participar é simples, escreva um frase com : " o que Deus uniu, não separe o homem"...
A melhor frase estará ganhando um Kit...
Coloque sua frase no comentário aqui abaixo....


Que o Senhor seja contigo, boa sorte!

Como não perder a paixão pelo marido




                        Talvez você não tenha mais a mesma paixão que antes possuía pelo seu marido. E mesmo isso sendo muito comum, não é algo normal. Talvez você converse com suas amigas e todas dizem o mesmo sobre seus maridos e assim aos poucos todas estão ficando com o mesmo casamento. Um casamento apagado, vivendo acompanhados de divisões e má comunicação. Alguns relacionamentos nem mais desfrutam de boas noites de sono, de cumplicidade, fidelidade, de intimidade, enfim, do verdadeiro amor.
             Mas o problema maior está no comodismo, o problema está em não haver uma revolta contra esta situação e disposição da parte da esposa ou mesmo do esposo em lutar para a restituição da felicidade por completo. Independente da religião do casal, se eles possuem ou não uma igreja, se frequentam ou não uma instituição, para ser feliz e ter um bom relacionamento, primeiramente é preciso que a pessoa não aceite a situação que está vivendo, para depois então agir da melhor forma possível que é procurando ajuda com o Senhor Jesus Cristo.
                     Algumas pessoas acham bobagem e até riem das pessoas que manifestam a fé diariamente, porém se a sua vida sentimental está indo de mal a pior e você sempre fez do seu jeito, da maneira como sempre quis, porque então não fazer na maneira como Deus nos aconselha, ou melhor, nos ordena?   Quando em um casamento há algo que não agrada a Deus, será impossível que exista felicidade, pois Deus não poderá derramar as suas bênçãos e fazer com que sempre exista amor, paixão, saúde, cumplicidade, prosperidade, enfim, a verdadeira felicidade. É muito complexo e ao mesmo tempo bem simples. Basta procurar ler a Bíblia Sagrada mais vezes, pedir orientação a um pastor, para assim agir da forma como Deus deseja.
              Desta forma a paixão não será jamais apagada, pois contigo estará uma força superior maior que pode mudar todo o teu ser e também o de seu marido.  Talvez no começo tudo estivesse bem, uma perfeita maravilha, mas conforme o tempo passou, hoje parece que os defeitos se tornaram maiores e as qualidades transparentes. É ou não é assim que funciona? Mas para que isso não aconteça ou para que tudo volte à primeira essência é necessário depositar a confiança no Senhor Jesus, pois só Ele (em certas circunstâncias) é capaz de transformar certos pensamentos e atitudes do ser humano.

sábado, 26 de maio de 2012

PRECISO DA SUA AJUDA EM ORAÇÃO



AMIGOS, EU PEÇO QUE VOCÊS ME AJUDEM EM ORAÇÃO PARA A COMPRA DESTE EQUIPAMENTO, É PARA O NOSSO BLOG MESMO, PARA QUE POSSAMOS USAR EM NOSSOS EVENTOS, COMO JANTAR, RETIROS E PALESTRAS, EU NÃO TENHO, MAIS SEI QUE O DEUS QUE SERVIMOS TUDO PODE, E A ORAÇÃO DO JUSTO MUITO PODE EM SEUS EFEITOS, ENTÃO CONTO COM A FÉ DOS IRMÃOS....

UM ENORME BEIJO NO CORAÇÃO DE CADA UM.
                     OBREIRA HELLEN DE BRITO

Thalles Roberto e Gabriela Rocha / TEM VITÓRIA DE DEUS PRO TEU CASAMENTO, CONFIE..ESPERE, O MELHOR ESTÁ POR VIR

sexta-feira, 25 de maio de 2012

O Prazer Sexual no Casamento



 Sexualidade do cristão: Creio ser este um dos temas mais difíceis de ser abordado.  Nem tanto Por sua complexidade, que não negamos, mas muito mais pelos tabus e preconceitos, que circundam este tema.  Neste estudo tentaremos laçar um pouco de luz, sobre este tema, a luz da palavra de Deus, a fonte do verdadeiro prazer.

I. Uma triste estatística:
A revista Newsweek no mês de junho trouxe, como matéria de capa, uma reportagem bastante interessante.  “Sexo.: Não!  Somos casados”, era a chamada para o artigo principal.  Pesquisas, segundo a Newsweek, apontam que 113 milhões de casais americanos estão tendo uma vida sexual medíocre.  De 15 a 20% dos casais têm, não mais, do que 10 relações sexuais por ano.
No Brasil, os números não devem ser muito diferentes.  Muito casal tem vivo desta forma medíocre.  Por quê?

II. O que a Bíblia fala sobre sexo:
Deus diz NÃO a…
· Relacionamento sexual fora do casamento fujam da imoralidade sexual.  Todos os outros pecados que alguém comete fora do corpo os comete; mas quem peca sexualmente, peca contra o seu próprio corpo. (1 Coríntios 6.18 )

· Relação sexual com um membro da família “’Ninguém poderá se aproximar de uma parenta próxima para se envolver sexualmente com ela. Eu sou o Senhor.( Levíticos 18.6)

 · Relação sexual entre pessoas do mesmo sexo “Vocês não sabem que os perversos não herdarão o Reino de Deus? Não se deixem enganar: nem imorais, nem idólatras, nem adúlteros, nem homossexuais passivos ou ativos, nem ladrões, nem avarentos, nem alcoólatras, nem caluniadores, nem trapaceiros herdarão o Reino de Deus.
( 1 Coríntios 6.9-10)

 · Relação sexual com animais – bestialidade “’Se um homem tiver relações sexuais com um animal, terá que ser executado, e vocês matarão também o animal. Se uma mulher se aproximar de algum animal para ajuntar-se com ele, vocês matarão a mulher e o animal.  Ambos terão que ser executados, pois merecem a morte. (Levíticos 20.15-16)

 · Indulgência quanto às fantasias sexuais com alguém que não o cônjuge – cobiça!
“Vocês ouviram o que foi dito: Não adulterarás. Mas eu lhes digo: Qualquer que olhar para uma mulher para desejá-la, já cometeu adultério com ela no seu coração”. (Mateus 5.27-28) Deus diz SIM a…
· Procriação Deus os abençoou, e lhe disse: ‘Sejam férteis e multipliquem-se!…’
( Gênesis 1.28 )

· Prazer – recreação …  Alegre-se com a esposa da sua juventude.  …que os seios de sua esposa sempre o fartem de prazer, e sempre o embriaguem os carinhos dela.
 ( Provérbios 5.18-19)

 · Prazer – alegria “Entrei em meu jardim, minha irmã, minha noiva; ajuntei a minha mirra com as minhas especiarias.  Comi o meu favo e o meu mel; bebi o meu vinho e o meu leite.” (Cântico dos Cânticos 5.1)

 · Suprir as carências e necessidades do cônjuge “O marido deve cumprir os seus deveres conjugais para com a sua mulher e, da mesma forma a mulher para com o seu marido. A mulher não tem autoridade sobre o seu próprio corpo, mas sim o marido. Da mesma forma, o marido não tem autoridade sobre o seu próprio corpo, mas sim a mulher.”
(1 Coríntios 7.3-4) Casamento como instituição de Deus “O casamento deve ser honrado…” (Hebreus 13.4)

 · Relacionamento sexual sem mácula
“O casamento deve ser honrado; o leito conjugal, conservado puro…” (Hebreus 13.4 )
Criar oportunidades, planejar e fazer acontecer faz parte de uma vida sexual saudável O sexo – mais do que nunca – tem sido objeto de uma incrível polarização.  De um lado tornou-se escancaradamente evidente, através da mídia lida, ouvida, vista, e exorbitada pela pornografia, hoje quase palpável pela Internet.  Porém, o medo desse extremo levou ao outro, onde pais nem conversam com os filhos sobre sexo e, quando o fazem é só para abrir-lhes os olhos, para que os fechem para toda e qualquer aparição deste, em suas diversas formas.  E aqui, também têm se encaixado as igrejas que o encaram unicamente com o propósito de procriação.

Há muita confusão, mesmo entre casais casados, sobre sexo.  As Escrituras, no entanto, reconhecem a intimidade sexual conjugal como uma experiência normal na vida e possui, no mínimo, três propósitos:
- Procriar – Gênesis 1.28,29
- Evitar imoralidade – 1 Coríntios 7.1-5
- Dar prazer – Provérbios 5.15-19.

 O livro Cânticos dos Cânticos é dedicado à paixão entre os cônjuges.  Alguns intérpretes sentindo-se desconfortáveis com sua declarada sexualidade, tentaram defini-lo como uma alegoria espiritual.  No entanto, o livro é realmente uma terna descrição do romance entre o rei Salomão e sua esposa, Sulamita.  

Neste pequeno livro de oito capítulos encontramos algumas jóias preciosas que mostram a exuberância de um relacionamento íntimo com o cônjuge:

1. A primeira descrição feita por Salomão de sua amada está em
 (Cânticos dos Cânticos 1.10,15).  É um breve e simples retrato de seus olhos, rosto e pescoço.  Na cultura da época o corpo inteiro das mulheres era coberto, com exceção do rosto.  Então, Salomão começa a descrever o que era possível enxergar em Sulamita. 

2. A segunda descrição partiu da noite de núpcias (Cântico dos Cânticos 4.1-7), onde ele descreve o corpo de sua esposa, começando por seus olhos, lábios, pescoço e seios. 

3. A terceira descrição (7.1-9) vem após o casal já estar casado há algum tempo e o quadro expõe algum tipo de conflito.  Esta narração é, sem sombra de dúvida, a que revela maior intimidade.  Salomão descreve sua esposa da cabeça aos pés.  A intimidade sexual do casal cresceu na proporção do tempo em que estiveram juntos Tempo A relação íntima de um casal desenvolve-se através do tempo e cresce com o conhecimento mútuo.  A experiência é gradativa e varia de casal para casal.  Não é possível estabelecer regras, embora ocorram semelhanças.  Há pessoas que querem criar uma intimidade artificial, porém, há coisas que não dá para forçar.  Deixe-me tentar ilustrar: se você já tirou sua carteira de motorista, com certeza se lembra das horas que passou treinando para o exame prático.  Creio que a maior dificuldade era coordenar a embreagem com o acelerador.  Você se lembra de quando retirou o pé da embreagem e o carro começou a dar trancos?  Depois de anos de prática, tudo ficou mais fácil, não é?  Você aprendeu, mas foi necessário investir tempo.  O mesmo ocorre no que diz respeito à intimidade que conduz a um relacionamento sexual realizador.

A idéia passada por Hollywood é que quaisquer duas pessoas podem passar a noite juntas e experimentar um barulhento orgasmo.  Porém, não é bem assim que as coisas funcionam…  O cronômetro varia de casal para casal, é único e não há como padronizar ou generalizar.  Só dá para dizer que, quanto mais tempo com qualidade for investido pelo casal, maior será a possibilidade de desenvolver um bom relacionamento. Planejamento já era madrugada quando Salomão bateu à porta de sua casa.  Ele havia ficado trabalhando até mais tarde e além disso tinha esquecido as chaves de casa, no palácio.  Sulamita já havia se deitado e aborrecida pela demora do marido e pela desconsideração que ele tivera, não avisando-a de seu atraso, trancou a porta do quarto (Cântico dos Cânticos 5.2-3).Por sua vez, ele também ficara aflito pois não tivera como escapar da reunião que se estendeu além do esperado.  Salomão desejava ter relações com sua esposa mas ela, cansada, desapontada e magoada, não o recebeu (Cântico dos Cânticos 5.3).Esse problema não é prerrogativa dos casais dos tempos bíblicos.  Hoje, nas grandes metrópoles muitos passam por situações semelhantes.  Alguns maridos chegam a ligar para suas esposas avisando, com carinho, que já estão encerrando o expediente.  Deixam seus escritórios ansiosos por chegar em casa.  Porém, nesse meio tempo começa a chover forte, o trânsito simplesmente pára e ocorre uma inundação.  O pior de tudo é que o celular se recusa a funcionar!  Bom, não é preciso dizer que os planos vão – literalmente – “por água abaixo”! Ao chegar a casa, um desses maridos encontra o jantar frio e a esposa “congelada”, aborrecida e desanimada pela espera. Voltemos para Salomão.  Ele agiu tipicamente como um homem!  Foi insensível e não entendeu o mau humor da esposa.  Seu orgulho ferido o levou a uma noite solitária no sofá!  Sulamita, em seu quarto, também não conseguiu dormir, arrependida por ter sido tão radical.  Salomão não consultou o relógio do sol para saber as horas e Sulamita esqueceu o porquê de ter se produzido tão esmeradamente! 

Os conflitos fazem parte de qualquer casamento.  Os casais mais sábios, porém, aprendem a lidar com eles e a utilizá-los como aprendizado.  Tendo em vista aprimorar nossa vida sexual, devemos enfocar alguns pontos: Boa comunicação. No capítulo 4.12-15 Salomão diz a sua esposa o que o atrai nela:
1.  sua fidelidade – ele se sente seguro com sua exclusividade sexual
2.  seu perfume – ele se delicia com as fragrâncias que ela exala
3.  seus frutos – ele desfruta de suas carícias
4.  sua fonte – ele mata ali sua sede sexual Salomão envolve sua esposa com elogios, palavras doces e suaves.  

Qual o resultado?  Uma entrega total da parte dela.  O versículo 16 é um lindo convite para um “passeio” pelo jardim, que na verdade é a sua sexualidade.  Nada impedia a liberdade que desfrutavam.  Estavam livres de culpa e repressões. E é nesse clima que cada casal deveria desenvolver sua intimidade.  Muitas vezes isso não acontece por conflitos e mal-entendidos não resolvidos, quebrando toda atmosfera propícia.  Os momentos de profunda intimidade entre o casal proporcionam não somente maior envolvimento entre eles, mas também um relaxamento físico, mental e emocional, tão necessário nos dias de hoje.  Inclusive, creio ser este um dos objetivos de Deus ao criar o sexo. No entanto, nada disso acontece por toque de mágica.  Comunicação é vital nesse processo e a transparência entre o casal é um dos pontos principais.  
Precisamos trabalhar nossos relacionamentos.  Muitas vezes o casal já tem uma abertura que leva naturalmente a esse ponto.  Porém, nem sempre isso ocorre e nesses casos, é importante dirigir a conversa.  

Gostaria, então, de sugerir quatro perguntas, que podem ser feitas periodicamente pelos cônjuges:
1.  Existe algo que eu esteja fazendo em nossa relação que demonstre egoísmo?
2.  Existe algo que eu possa fazer para tornar você mais feliz e realizado (a) na área física?
3.  Estou, de alguma forma, ofendendo você?
4.  Você está satisfeito (a) com nossa comunicação no que diz respeito a nossa intimidade?

Você tem coragem de fazer estas perguntas a seu cônjuge?  Se as respostas não forem as que você espera mudanças serão necessárias.  Coragem!  Quem sabe não partirá daí um relacionamento mais profundo, transparente e duradouro? Tempo de lazer nossa sociedade tecnológica criou uma diversidade de aparelhos visando poupar o tempo do usuário.  Porém, muitas vezes em que começamos a utilizá-los acabamos nos deixando dominar por eles.  Conheço casais que além da televisão, colocaram também o computador no quarto.  E a Internet acaba se tornando uma grande rival do casal! Se quisermos desenvolver uma vida sexual recompensadora devemos aprender a diminuir o ritmo, fazer intervalos e criar oportunidades. Em Cânticos 7.10-12, a Sulamita verbaliza seu amor por Salomão e em seguida sugere que tirem umas férias no campo.  Ela sabia a importância do tempo a sós com o marido, longe de casa, das responsabilidades, para que ambos pudessem relaxar e um ser o centro da atenção do outro. Esse tempo de férias a dois precisa ser planejado, e colocado na agenda familiar.  Ele pode até parecer algo impraticável, egoísta e não espiritual.  Porém, com toda a pressão que sofremos em nossa sociedade, é absolutamente necessário.  Os casais precisam dedicar algum tempo exclusivo para sua intimidade e desfrute sexual.  O mesmo Deus que oferece as boas novas de salvação ao mundo também criou o sexo.  E o colocou no contexto do casamento para que o casal possa celebrar seu relacionamento, com total liberdade e satisfação.  Deus deseja que cada casal casado aprofunde sua intimidade em todos os níveis e desenvolva entre si uma intimidade sexual que glorifique aquele que a idealizou.



Conclusão: A fonte do verdadeiro prazer é Deus e quanto mais buscarmos Dele para o nosso casamento, mais receberemos.

Hoje é dia de você dizer que Ama mais um pouquinho sua (o) companheira (o)




                       ♥♥♥♥♥ NÃO DEIXE QUE A ESSÊNCIA QUE UM DIA VOCÊ SENTIU LÁ NO INÍCIO DO SEU NAMORO SE PERCA NO MEIO DO CAMINHO, O SENTIMENTO AMOR CRIADO POR DEUS, NÃO É ALGO QUE DESGASTA OU DESBOTA, É ENGANO SEU PENSAR ASSIM, O AMOR QUE DEUS CRIOU PARA UM CASAL NO ÉDEN É ETERNO. VENÇA AS BARREIRAS, RENOVE A CHAMA A CADA DIA, ELOGIE, NAMORE, BEIJE, VOLTE AA ÉPOCA DAS " CARTINHAS" NÃO É CAFONA E NEM CRIANCISSE, VOCÊ APENAS ESTÁ MOSTRANDO QUE PERMANECE ETERNO NAMORADO MESMO TENDO UM TEMPO DE CASAMENTO.
VOCÊ JÁ DISSE EU TE AMO HOJE? JÁ DISSE O QUANTO ELE OU ELA ESTÁ BONITA? JÁ SURPREENDEU FAZENDO O QUE ELE OU ELA MAIS GOSTA?
SEU CASAMENTO FOI GERADO NO CORAÇÃO DE DEUS.!!!!!




                                 DEUS VOS ABENÇOE ♥♥♥♥

quarta-feira, 23 de maio de 2012

O Abecedário do Casamento Cristão



Abrac
Abracem seus respectivos papéis de liderança amorosa e submissão respeitosa.
As mulheres sejam submissas a seus próprios maridos, como ao Senhor...Maridos, amai vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja...Cada um de per si, também ame a sua própria esposa como a si mesmo, e a esposa respeite a seu marido (Ef 5.22,25,33)

Brinquem e passeiem juntos como melhores amigos, sempre que puder.                
Em todo tempo ama o amigo, e na angústia se faz o irmão (Pv 17.17)Como o ferro com o ferro se afia, assim o homem ao seu amigo. (Pv 27.17)

Cumprem as promessas e comemorem datas especiais .                
A esperança que se adia faz adoecer o coração, mas o desejo cumprido é árvore de vida (Pv 13.12)

Desliguem a televisão!
Não porei coisa injusta diante dos meus olhos; aborreço o proceder dos que se desviam; nada disto se me pegará. Longe de mim o coração perverso; não quero conhecer o mal (Sl 101.3,4)

Escutem antes de falar.                
O insensato não tem prazer no entendimento, senão em externar o seu interior (Pv 18.2)

Falem “Eu te amo” tanto em palavras, como em ação
O seu estandarte sobre mim é o amor (Ct 2.4)

Gastem tempo juntos nas refeições (sem distrações).
Estas palavras...tu as inculcarás a teus filhos, e delas falarás assentado em tua casa...(Dt 6,6,7)

Honrem publicamente um ao outro
A esposa respeite a seu marido...Maridos...vivei a vida comum do lar, com discernimento; e tendo consideração para com a vossa mulher, como parte mais frágil, tratai-a com dignidade...(Ef 5.32; 1 Pe 3.7)

Isolem-se de muitos compromissos externos no 1º ano de casamento
Homem recém-casado não sairá à guerra, nem se lhe imporá qualquer encargo; por um ano ficará livre em sua casa e promoverá felicidade à mulher que tomou(Dt 24.5)

Jamais durmam bravos (com ira). Irai-vos, e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira, nem deis lugar ao diabo (Ef 4.26,27)

Kiss!
Beija-me com os beijos de tua boca; porque melhor é o teu amor do que o vinho(Ct  1.2)

L ouvem a Deus JUNTOS na igreja
Consideremo-nos também uns aos outros para nos estimularmos ao amor e às boas obras, não deixando de congregar-nos, como é costume de alguns; antes, façamos admoestações, e tanto mais quanto vedes que o dia se aproxima (Hb 10.24,25)... 

Ministrem juntos
Não vos ponhais em jugo desigual com os incrédulos, porquanto que sociedade pode haver entre a justiça e a iniqüidade? Ou que comunhão da luz com as trevas? Que harmonia entre Cristo e o Maligno? Ou que união do crente com o incrédulo?...Eu e a minha casa, serviremos ao Senhor! ( 2 Co 6.14,15; Js 24.15)

Nunca permitam que os filhos, pais ou outros terceiros sejam o CENTRO de suas vidas  
Por isso deixa o homem pai e mãe, e se une à sua mulher, tornando-se os dois uma só carne (Gn 2.24)

Orem juntos com freqüência.
Orai sem cessar...orai uns pelos outros...Sois juntamente herdeiros da mesma graça de vida, para que não se interrompam as vossas orações (1 Ts 5.19; Tg 5.16; 1 Pe 3.7)

Peçam (e concedam) perdão (não desculpas) sempre que alguém erre.
Se, pois, ao trazeres ao altar a tua oferta, ali te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, deixa perante o altar a tua oferta, vai primeiro reconciliar-te com teu irmão; e, então, voltando, faze a tua oferta (Mt 5.23,24)

Quando não conseguem resolver um problema, procurem ajuda!
Como águas profundas são os propósitos do coração do homem, mas o homem de inteligência sabe descobri-los...Na multidão de conselheiros há segurança...Instrui-vos e aconselhai-vos mutuamente em toda a sabedoria (Pv 20.5;  Pv 11.14; Cl 3.16  multidão)

Respeitem as opiniões contrárias um do outro: se os dois sempre concordarem, um é desnecessário!
Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma auxiliadora que lhe seja idônea (Gn 2.18)

Separem os PRIMEIROS MOMENTOS depois de chegarem em casa para o “Tempo de Sofá”
Vivei a vida comum do lar, com discernimento; e, tendo consideração para com a vossa mulher, como parte mais frágil, tratai-a com dignidade, por isso que sois juntamente herdeiros da mesma graça de vida... (1 Pe 3.7)

Tirem a palavra “Divórcio” do seu vocabulário
O Senhor Deus de Israel diz que odeia o divórcio (Ml 2.16)

Unam-se diante dos filhos.
Por isso deixa o homem pai e mãe, e se une à sua mulher, tornando-se os dois uma só carne (Gn 2.24)

Vão para cama juntos (no mesmo horário).
Não vos priveis um ao outro,salvo talvez por mútuo consentimento, por algum tempo, para vos dedicardes à oração e novamente vos ajuntardes, para que Satanás não vos tente por causa da incontinência (1 Co 7.5)

Xingar, só cachorro! 
Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, e, sim, unicamente a que for boa para edificação, conforme a necessidade, e assim transmita graça aos que ouvem (Ef 4.29)

Zelem pelo prazer sexual DO OUTRO, não de si mesmo.
O meu amado é meu, e eu sou dele...A mulher não tem poder sobre o seu próprio corpo, e, sim, o marido; e também, semelhantemente, o marido não tem poder sobre o seu próprio corpo, e, sim, a mulher. (Ct 2.16; 1 Co 7.1-5)tivos papéis de liderança amorosa e submissão respeitosa.